O foco da notícia!

FHC joga o que restou da biografia no lixo, recua e pede para Temer ficar

in Política by

Menos de 48 horas depois de defender a renúncia de Michel Temer, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, um dos avalistas do golpe de 2016, decidiu jogar no lixo o que ainda restava de sua biografia. À Rádio Bandeirantes, ele voltou atrás e passou a defender a permanência de Temer, alegando que os áudios estarrecedores já divulgados ainda não são decisivos. FHC também disse que Aécio Neves, apontado pelo STF como “risco à ordem pública”, terá condições de “provar sua inocência”.

Não se sabe se o recuo de FHC se deve ao fato de todo o PSDB estar nas delações ou por medo de alguma revelação sobre sua própria participação no golpe de 2016. Enquanto 98,5% dos brasileiros querem diretas-já, FHC decidiu ficar com o 1,5% que ainda apoia o golpe. Depois de ouvir a conversa do presidente Michel Temer (PMDB) com o empresário Joesley Batista, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou atrás e disse que não há motivos para renúncia do mandatário.

Na quarta-feira (17), o FHC escreveu em uma rede social que “o país tem pressa” e que esse gesto – a renúncia – “facilitaria uma solução” para a crise nacional. Agora, o ex-presidente afirmou que a Justiça deverá analisar melhor as provas. Disse ainda que, para ele, o áudio da conversa de Temer com um dos donos do grupo JBS não traz um “elemento decisivo”. Fernando Henrique Cardoso foi ouvido pela Rádio Bandeirantes após a gravação do Canal Livre, da Band, que vai ao ar neste domingo (21). Questionado sobre o futuro do PSDB no governo, FHC disse apenas que o partido está bem no comando do senador Tasso Jereissati. Sobre Aécio Neves, afastado da presidência do partido e do Senado, o ex-presidente pontuou que ele terá tranquilidade para “tentar provar que é inocente”.

Fonte: Brasil247

 

Em nota da CNBB, bispos se dizem indignados e pedem saída democrática

in Notícias by

Os membros da Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), emitiram na manhã desta sexta-feira, 19 de maio, uma Nota Oficial com o título “Pela Ética na Política” na qual afirmam que a Conferência está “unida aos bispos e às comunidades de todo o país” e acompanha “com espanto e indignação” as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal.

Na Nota, os bispos afirmam que “tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum”.

Leia a Nota:

Brasília-DF, 19 de maio de 2017
P – Nº 0291/17

Pela Ética na Política
Nota da CNBB sobre o Momento Nacional

“O fruto da justiça é semeado na paz” (Tg 3,18)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, por meio de sua Presidência, unida aos bispos e às comunidades de todo o país, acompanha, com espanto e indignação, as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo a Constituição, Art. 37, é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra, sob pena de não poder exercer o cargo que ocupa.

Tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum.

A superação da grave crise vivida no Brasil exige o resgate da ética na política que desempenha papel fundamental na sociedade democrática. Urge um novo modo de fazer política, alicerçado nos valores da honestidade e da justiça social. Lembramos a afirmação da Assembleia Geral da CNBB: “O desprezo da ética leva a uma relação promíscua entre os interesses públicos e privados, razão primeira dos escândalos da corrupção”.

Recordamos também as palavras do Papa Francisco: “Na vida pública, na política, se não houver a ética, uma ética de referimento, tudo é possível e tudo se pode fazer” (Roma, maio de 2013). Além disso, é necessário que saídas para a atual crise respeitem e fortaleçam o Estado democrático de direito.

Pedimos às nossas comunidades que participem responsável e pacificamente da vida política, contribuam para a realização da justiça e da paz e rezem pelo Brasil.

Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, nos ajude a caminhar com esperança construindo uma nova sociedade.

Cardeal Sergio da Rocha
Arcebispo de Brasília
Presidente da CNBB

Dom Murilo S. Ramos Krieger
Arcebispo de São Salvador da Bahia
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB

Fonte: Brasil247

Veja as melhores atrações da Virada Cultural

in Entretenimento by

Você já escolheu quais as atrações você vai aproveitar da Virada Cultural? Neste ano, diferentemente de outros anos, o evento passou por um processo de descentralização, as atividades agora estão espalhadas por toda a cidade de São Paulo.

Com isso, o público terá que eleger os shows favoritos para não perder nada, não será mais possível montar o roteiro pelo centro e sair, literalmente, correndo de um evento para o outro para conseguir aproveitar tudo.

Apesar da mudança, o centro da capital paulista abriga grande quantidade de atrações. A Chácara do Jockey, o Autódromo de Interlagos, Parque Anhembi e Parque do Carmo são outros palcos que vão abrigar as mais variadas apresentações.

Fonte: Band

1 13 14 15